....

"A vida é a arte do encontro, embora haja tanto desencontro pela vida"
( Vinícius de Morais)

06 maio 2012

A vida que a gente queria

Cansada do trabalho no domingo sagrado, nada faria sair mais de casa ( apenas passear com minha lolë, a cadelinha que adotei).Algumas tentações, mas lembrei do livro inacabado de crônicas e reli Gente de Elsie Lessa.Tenho isso de reler sempre o último capítulo ou texto, talvez pra me redimir em ter parado justamente naquele texto, vai saber... E com toda razão, tinha destacado essas partes:


"Somos uma geração que come de pé, que trocou os doces ritos que cercavam o nobre ato de se alimentar-se, por uma apressada ingestão de calorias(...) trocamos as velhas salas de jantar por mesas de abas, que se improvisam, às pressas(...)Somos uma geração que perdeu o privilégio de não fazer nada, aquele doce não-fazer-nada que é a mansa hora de repouso, o embalo da rede na frescura de uma varanda, a quietude ensolarada de um pomar em que o sono da tarde nos pegou de repente(...)Perdemos o abençoado tempo de perder tempo, de não fazer nada, a única hora em que a gente se sente viver. O mais é canseira e aflição de espírito..."
(Do livro   As cem melhores crônicas brasileiras- 
Gente-Uma crônica da década de 60)



Bom mesmo, foi ter lido isso na volta do trabalho...