....

"A vida é a arte do encontro, embora haja tanto desencontro pela vida"
( Vinícius de Morais)

28 dezembro 2010

O primeiro desejo pro novo

Era pra deixar uma página em branco
Pra fazer com ela o que quisesse
Preenchê-la com muita vida
Decisões, mudanças, conquistas...tudo.
Menos rabiscos...




23 dezembro 2010

Acorda pro natal!!!!

É isso. E por que não ser feliz por estar vivo?
Por ter por perto pessoas especiais.
Ou por ter saudade de um alguém que se foi...
Estar feliz por ter esperanças,
Por sentir lágrimas ao rosto ou um breve sorriso
Por aprender que eterno é o amor. E só.
E que a vida deve ser sempre um despertar...


Feliz dias..feliz vida...felicidade sempre!
Feliz Natal...



E uma vida minimalista para todos..."enquanto isso"

20 dezembro 2010

Diz pra mim, numa boa...

Mas o que é decepção?
Deve ser só o desalento,
como birra de criança.
Tem-se o que se imagina ter
E com os pés lá...bem na lua.

03 dezembro 2010

Não era pra ser assim

Fui abordada por uma senhora de olhos baixos, sacolas nas mãos e panos amontoados que lhe cobriam o corpo. Pedia uma ajuda, o trocado que fosse. Falou aos cuspes na altura do ombro. Senti um alívio. Insistiu, mas desabafei. Não podia ajudar todo mundo que me esbarrasse nas ruas. Não assim, com esmolas. A frágil senhora não gostou do que ouviu, e passou se esfregando em mim como castigo, com raiva. Virei de costas tentando ignorar aquela reação de uma senhora que se apresentou tão meiga e com olhos tão suplicantes. Não satisfeita com o meu 'não posso ajudar', se dirigiu a outra moça do meu lado. Sem sorte mais uma vez, decidiu enfiar a sua mão com cuidado e leveza em uma das bolsas que levava. Ali se foi a compreensão, a culpa que sempre levo desse mundo frio e egoísta, da miséria... Gritei, confesso.Não iria mais respeitar aquela senhora que por instante me comoveu. Quis que todos ouvissem que ela era uma farsa. Tentou se explicar para os que passavam que a sua mão entrou sem querer na minha bolsa. Meu namorado riu, e mandou ela se afastar. Alguém me defendia. Aí me dei conta. Talvez tenha cuspido também naquela senhora...


28 novembro 2010

Três desejos


"...é preciso fé em Deus
muita saúde, um pouco de amor
a quem lhe quer bem
o resto vem devagar..."




24 novembro 2010

O medo a definir

Em momentos de caos e desespero é bom ouvir aquela música.
Olhar o mar sempre calmo e infinito. Sentir que para viver é preciso ter a vida regando no peito.




09 novembro 2010

03 novembro 2010

Para você, Mayara Petruso

Se a crucificarem nada se pode fazer.
Sulistas ou nordestinos, quem irá ajudar?
Agora, um ombro amigo pode ser de qualquer lugar...

Bom aprendizado, Mayara Petruso

25 outubro 2010

A ressurreição da segunda- feira

Todo mundo pode arquitetar como começar o dia bem. Bom mesmo então é imaginar isso na noite anterior. E o dito foi feito, a começar pelo toque escolhido do despertador- nem muito elétrico, nem muito triste. Claro que influencia. Além de posicioná-lo em um lugar não muito acessível e propício para ser desligado e ignorado . Roupa já posta na cama, toalha e cremes no banheiro, e pronta para os retoques finais antes de finalmente sair para mais um dia de luta. Geralmente, para dar tempo de todo esse ritual, acordo meia hora antes que o amado. Evita reclamações, acusações ou brigas. Cada um com suas atribuições- o lixo, a tomada da tv, as janelas, a cama. Tudo certo, e finalmente um beijo de 'bom dia'. A rua estava vazia. Era feriado, mas pra quem o merecia. Mas por que não merecíamos?! Ele quebra o silêncio, pensa alto e deliramos juntos:
-Podíamos voltar pra casa.
- Então, vamos voltar pra casa?
-Mas por que você não disse antes?


24 outubro 2010

Só isso

Se não existisse tanto ciúme
E tanta certeza;
Se não existisse tanto medo-
E tanta força;
Se tivesse uma escolha nas mãos
E não o destino,
Não viveria esse amor...

20 outubro 2010

Procura-se







Deixe-me ir preciso andar,
Vou por aí a procurar,
Rir pra nao chorar.

Deixe-me ir preciso andar,
Vou por aí a procurar,
Rir pra nao chorar.

Quero assistir o sol nascer,
Ver as águas dos rios correr,
Ouvir os pássaros cantar,
Eu quero nascer e quero viver...

Deixe-me ir preciso andar,
Vou por aí a procurar,
Rir pra não chorar.

Se alguem por mim perguntar,
Diga que eu só vou voltar,
Depois que eu me encontrar...

Quero assistir o sol nascer,
Ver as águas dos rios correr,
Ouvir os pássaros cantar,
Eu quero nascer e quero viver...

Deixe-me ir preciso andar,
Vou por aí a procurar,
Rir pra nao chorar.

Deixe-me ir preciso andar,
Vou por aí a procurar,
Rir pra nao chorar.



15 outubro 2010

O significado da palavra

Quando o tempo não muda o carinho
e as brincadeiras parecem eternas
É que dali nunca fugiu a amizade
daquela que nasce e cresce...e cresce...cres..






08 outubro 2010

A palavra é sua. A verdade é minha

Ela entendeu sua fragilidade: sabem como arrancar suas lágrimas.
Acusam-na de frágil, de porcelana- estratégia rápida para lhe causar dor.
Não se deram conta de que o seu coração é grande e preza o respeito, o amor.
Mas resolveu parar de sofrer por essas dores. Não vai se transformar numa 'bonequinha'.
Leu no seu horáculo que uma verdade que é imposta no grito não é verdade.
Que não vale a vida quando não entendemos o peso de uma lágrima.



05 outubro 2010

Com a palavra- O filme eleito

Os dias em que a rebeldia te levanta
Diante da obrigação de atirar no escuro
Escolher sem opções.
Sim. Tenta fazer as pazes com sua consciência.
Tenta sobreviver após uma eleição.

Culpa do drama:

01 outubro 2010

Ponto e basta?

O menos importante: A eleição
O susto: a ignorância
O Riso: o nervosismo


- Oi, grazi! Vim fazer as unhas. Muitas na minha frente?
- Nada. Senta e pega uma revista...ahhhh a Isis Valverde pediu o namorado em casamento!
- anhan? humm...Tempos modernos mesmo.
- Vem. Sua vez. Vai pintar de claro ou escuro?
- Trouxe aquela minha cor predileta. E você tá animada pra votar no Plínio?!
- Quem é esse? kkkk
- rsrs...









23 setembro 2010

Medindo as palavras

Decidir. É o ponto da questão. Se perde muito, inclusive tempo, nessa dúvida que antecede a tal decisão. Fazer ou não? Tentar? Pesar os prós e contras. Colocar no papel mesmo, sem imaginações imprecisas. Opiniões nem sempre ajudam, mas nem sempre atrapalham. Opiniões são como frases de autoajuda de tão certas, frias e óbvias- e geralmente terminam com um' faça o que for melhor pra você'. É a parte que causa maior tremor e torna mais gritante a culpa da incapacidade de resolver os próprios problemas. Qual seria o raciocínio lógico? Mas como humanas não é exatas, nenhum gráfico irá apontar o caminho certo. O medo do novo pode atrapalhar. Nada que um grande sonho não resolva.

15 setembro 2010

27 palavras e uma tira...

Onde se vê tanta impunidade? Onde ninguém quer ser descoberto.
Onde se vê um mar de maudade?Onde apenas se cultiva ódio e vingança
Onde se vê só o descaso? Onde se brinda o caos e a conformidade.
Onde encontrar a cura da consciência? Naqueles que mais queiram procurá-la.



clique e aumente

04 setembro 2010

E sem as palavras?

Por um dia aboliu as palavras.
Não as merecia e nem sentiu falta.
Preferiu o ombro, o silêncio;
Aquele cheiro, o desejo.
Era só fazer de conta que seria eterno.
Ela acredita. Só existe o que se inventa...

27 agosto 2010

Dois em uma palavra

Se o erro foi ter apostado só em duas vidas, imaginado que a hora do amor perfeito era aquela, restou-lhe um tanto de desilusão e lágrimas perdidas. Por um momento a piada teve lá a sua graça; vê que perdeu muito e ao mesmo tempo ganhou seu pulsar tranqüilo e uma vida pela frente. Sem escolhas, completava-se com instantes. Apenas saciava-se. E fazia da solidão sua moeda de troca, de prazer. Mas que logo perdeu seu valor- era verdade demais para negar. Susto. Agora que não mais chamava por seu nome, ele retornava calmo e manso, sólido e constante. Nem imaginou como pôde suportar sua ausência, o vazio, aquela estrada turva. Com ele a perfeição nasce de novo. Pensa em voz alta- como pode ser tão puro um verdadeiro amor...








cousas do Galvão

www.vidabesta.com




23 agosto 2010

26 palavras a TIRAr-me

Levantar todos os dias e sentir pessoas diferentes
Como num desenho animado que traz sempre uma lição.
Antigos desenhos, sem empurrões e xingamentos.
As manhãs suspiram pela tela antes nunca queimada
Pelas crianças inocentes, cheias de brilho e pureza
Pela palavra quando um contrato lavrado sempre mantida.
E a gentileza que se nela não morasse não a reconheceria mais.
Num olhar fraterno sem ódio, soberba e interesses.
Por tempos humanos, de dar as mãos e chorar o leite derramado.
Aquele amor puro sem manchas de sangue em seu nome
Procura-se no tempo essas coisas antigas.
Como numa brincadeira de criança
Que nunca se cansa de contar até dez
E comemorar cada reencontro com um abraço.
Um, dois, três...vi a esperança!










GALVÃO

17 agosto 2010

25 palavras numa tira

A vida corre mança nos olhos,
É tudo que se quer nas mãos.
Agora aprendeu o que fazer dela-
Como perder da melhor forma o tempo
Com quem gastar todo o fôlego e
A vantagem de se enterrar qualquer rancor.
É ele que reconstrói a alma, apronta um novo caminho
Se recria em uma nova e bela história de amor.











16 agosto 2010

24 palavras e uma tira

Pensa em acordar e ver diferente-
um semelhante com princípios, ética e valores.
Não seria demais. Onde rabiscou isso?!
Sabe que existiu.


clique e aumente

08 agosto 2010

Pai, com a palavra

Melhor esperar o dia passar.
Uma vida de lembranças
Não cabe em um só dia...


Feliz dia dos pais...

Te amo.
Sempre.

05 agosto 2010

23 palavras e uma tira

Não há respeito no mundo.
A futilidade nos rouba a descência e o tempo.
E nos resta esse amanhã perdido e frio
Sem caminho de volta, de remendos e puro lamento.



clique e aumente vida besta

01 agosto 2010

21 palavras e uma tira

Sempre pensa que não se encaixa no mundo.
Procura a todo tempo os valores ditos perdidos.
Sabe que estão escondidos- prefere acreditar.
A modernidade de nada lhe serve,
sem a nostalgia de poder ser quadrada, educada e certinha.















CLIQUE E AUMENTE

18 julho 2010

20 palavras e uma tira

Ela pensa em como terminar o dia
Tenta fazer diferente
Não quer se acomdar
Pensa no mundo
Pensa...pensa ...e
Passa o dia a pensar
Em que pensar mesmo?








clique e aumente

27 junho 2010

14 junho 2010

Palavras num susto

A vida assusta com seus medos,
e o amor nos seus desafios.


Em memória ao Sr. Dário, pela luta em vida. Assassinado por um assaltante em sua casa de veraneio.

02 junho 2010

19 palavras e uma tira

Às vezes insiste na pergunta-
Quem seria de verdade?
Será que se permite ser o que sempre quis?
Será que sempre quis?
Nunca atinou para responder.
Agora não adormece nem fantasia.
Insiste sempre na mesma pergunta-
Quem será de verdade ?




clique e aumente

24 maio 2010

Eu com a palavra para a tira ser sua...

E quando não se sabe como fazer
para alcançar aquele desejo?
Não lhe vale mais os sonhos-
Precisa estar de lhos bem abertos.
Diga! O que fazer com essa insônia?!






clique e aumente

10 maio 2010

18 palavras e uma tira

A veradade sempre é crua,
sai a voz num impropério sem razão.
E já podes velar junto a palavra nua
O inócuo enterro de uma amizade ao chão.








clique e aumente

01 maio 2010

17 palavras e uma tira

Entende o porque dos sonhos.
Aprendeu a ler um sorriso,
a sentir o amor sem outrem,
e que melhor do que conquistar
é saber traduzir cada descoberta.













clique e aumente

16 abril 2010

16 palavras e uma tira

O que poderia pedir ao tempo agora?
Mais um dia, talvez, para alguma decisão,
ou um aviso para desanuviar-lhe os olhos.
E sem se dar conta vê-lo passar e
nem sabe usar o tempo que lhe resta.



clique e aumente

07 abril 2010

15 palavras e uma tira

Pensava no amor que sempre duvidara existir
Mas, que enfim, o feliz acaso a apresentou.
Uma borboleta passa bem diante de seus olhos
De súbito, sorriu olhando pela janela- viu a esperança!
Pensou em que apostaria todo seu desejo, e fitou o céu.
Naquele instante, com os olhos longe, já era muito feliz.









clique e aumente

01 abril 2010

14 palavras e uma tira



1 de Abril...um sonho



Agora, Chega! Vai mudar.
Ela quer amar e pronto!
Chega de propagar o sujo,
apoiar a discórdia e a intolerância.
Apesar da apatia do mundo,
quer chorar, se emocionar e
reescrever esse roteiro insano.
Acredita na nobreza das pessoas.
Dorme e sonha com esse amanhã.













clique e aumente

27 março 2010

A tira é minha. A palavra é sua!

No coletivo, o massacre piora com esse diálogo ao meu lado. Quase um monólogo. Sábio foi ele.



"
-Eu não sou bonita, mas bem arrumada fico jeitosa...
-Eu quero me arrumar, se tivesse dinheiro gastaria com o cabelo...
-O meu dentista é aquele ali do letreiro azul. O clareamento é maravilhoso, se quiser...
-Ah, tá...
-Agora vou viver pra mim, NÃO QUERO SABER DE MAIS NADA. Chega!
-Ah! Nete me procurou querendo ajuda, falando um monte...
-QUERO É QUE SE FODA, que não vou ajudar ninguém!
-É uma desgraça mesmo, por mim MORRE!
-Eu não quero problema dos outros pra resolver não!
-Cadê que aparece pra ajudar meu pai?!
-Olhe, me perdoe, mas meu pai tá lá de cama nas últimas.
-Só esperando a morte, todo podre e sem poder operar por causa da idade...É CASTIGO!
-Num quero saber, NUM QUERO SABER NÃO, só quero cuidar de mim agora.
-Coff..coff...É bom mesmo...
-Ah, porra! Mas tem nada não...DEUS HÁ DE ME AJUDAR E MINHAS PRECES SERÃO OUVIDAS, COM FÉ NO PAI!"






Se arrisca em tirar alguma moral da história?
clique na tira e aumente

23 março 2010

13 palavras e uma tira

A imaginação é a sua fraqueza,
tanto, que esquece de voltar,
criando verdades e uma prisão.
A razão não mais entende
Não sabe nem quando usar:
Perde-se por não saber achar.














clique e aumente

21 março 2010

12 palavras e uma tira

O novo bate à porta:
Aproveita se tens juízo!
Se duvidas, experimeta.
Se nada quer viver, finge...





clique e aumente

15 março 2010

11 palavras e uma tira


A paciência a deixou órfã-
desistiu de alimentá-la.
Preferiu correr aquele caminho e
chutar pedras onde as imaginasse.
Quer seguir sem arrependimentos,
sem tempo de querer voltar.




clique e aumente

09 março 2010

Tudo em uma só palavra




Com ele na lembrança e os melhores momentos da infância. Quando o tempo passou, teve a certeza de que já não o tinha mais ao lado. Às vezes, o sentia num olhar. Como se a vigiasse, velando seu sono. Talvez não acreditasse no grande amor que lhe tinha, apesar de... Se enganou em achar que os erros eram muitos e maiores que o afeto. A descoberta foi para ambos: pai e filha- O reconhecimento. O amor. Saudade. Um grande exemplo.
Em memória...
Pai, Geraldo
Feliz aniversário.

06 março 2010

10 palavras e uma tira

Nada era perfeito ou suficiente- Reclamava;
e o começo de tudo para o amanhã deixava.
Mas a vida comovida a servia como uma aliada.
Mesmo assim não bastava- era mais excitante golpeá-la.












clique e aumente

03 março 2010

09 palavras e uma tira

O seu nome é engano.
E o prazer sempre lhe falta:
diz saber dar corda pra vida
mas sem piedade a enforca.










clique e aumente

01 março 2010

08 palavras e uma tira

Para onde se vai com isso?
Lado a lado mas perdidos:
experimeta com os dedos
e se engana com o sabor: não!
Não cultive apenas a dor...









clique e aumente

26 fevereiro 2010

07 palavras e uma tira

Definições para tudo garante encontrar
mas se curva ao ridículo e feliz.
Suas próprias anedotas sabe criar-
nunca se convence, prefere o despertar.












clique e aumente

24 fevereiro 2010

06 palavras e uma tira



A vaidade desmedida cria rótulos
com validade borrada e vencida:
o preço é a essência perdida
ao pecar pelo excesso e por nada.





clique e aumente

Tira do Galvão

23 fevereiro 2010

Recado para nós


Estou com saudade do meu canto;
de poder jogar da cabeça o que penso
pô-las aqui, assim, do meu jeito.
Mas prometo-me que volto,
sem falta, amnhã volto.
Ass: O blog

18 fevereiro 2010

05 palavras e uma tira

Tão estranho quanto a grafia
é o que significa adoxografia,
mas o que fazer se nesse mundo
mais vale o supérfluo e o de menos valia?












Clique e aumente

15 fevereiro 2010

04 tiras e uma palavra

Vítima da liberdade conquistada,
cada um quer ditar suas própias leis
já que não há medo de ser julgado-
a impunidade é a moeda da estupidez.












*clique e aumente

13 fevereiro 2010

03 palavras e uma tira

Para quem está achando meio estranho as últimas postagens, o fato é que me achei no meu blog. Sim, porque mesmo muito feliz com a minha vida, e com tudo que ainda hei de conseguir, a satisfação não é completa pensando nas tragédias humanas, na criança refém do craque, na violência sem causa. A culpa? Sei que todos têm uma parcela de culpa, de uma forma ou de outra. E como resolver o problema do meu mundo? Ter consciência dos problemas do mundo, e ter o cuidado de atender ao cliché: gentileza gera gentileza- plantar o bem e colher sempre o melhor. E encontrei na minha série uma palavra e uma tira uma maneira de refletir sobre essas coisas. Seguindo em frente, e acreditando que o homem não é um ser de má índole, e sim, equivocado, sinto-me mais feliz em poder dividir minhas angústias, dúvidas e esperanças com vocês.



Se o andar agora é cego e vazio,
e as pessoas carentes de humanidade-
a vida caminha por um fio;
sem esperança, sem luta até o fim.












*clique na tira e aumente

07 fevereiro 2010

Uma palavra e uma tira

O futuro está na juventude
que já nasce enterrada,
e perdida na modernidade.















*Clique na figura e aumente.





































03 fevereiro 2010

Eu mereço? Tu mereces? Mas ele merece!










É recomendável esquecer e tirar da mente que certas coisas só acontecem com a gente ou que atraímos gente excêntrica. O poder de atração do universo não é conversa de espírita em tratamento não. É fato. Mas o pior é que os amigos testemunhas sempre batem na mesma tecla- ' nossa! você atrai maluco mesmo!!!'

Indo direto ao ponto, fui visitar uma amiga minha do ginásio para nos darmos os parabéns, já que as viagens e compromissos nos impidiram de nos darmos os parabéns comparecendo aos respectivos aniversários. Enfim, tudo ficou pelo celular mesmo. No elevador, com o gosto do abraço na memória, apertei o botão do sétimo andar com o alívio que seria a nossa conversa, e colocar todas as nossas novidades em dia. De repente, entra um senhor afobado, aperta o térreo e pergunta ofegante:

- " tá descendo, né?!"
Com toda a calma do mundo respondi que não e ele rebate:
-" ...poxa! Por que não me avisou...?Me deixou entrar...poxa..."
Mandei a resposta mais calma ainda:
-" se você não tivesse pulado dentro do elevador e perguntado antes..."
Aí entra a fama que me persegue de que essas coisas só acontecem comigo:
- " oh...Mas você podia ter segurado o elevador pra mim..."
-Podia...se eu ganhasse salário pra ficar operando o elevador, não acha?!!!
Uffa...O dia foi pesado mesmo, com 35 graus na beira do asfalto. Tinha que descontarir. Seria mais um causo para rirmos, eu e minha grande e velha amiga, no nosso reencontro.

31 janeiro 2010

Uma palavra e uma tira.

Deve-se confiar...
Nas nossas próprias palavras
deve-se confiar quase sempre.











*não maltrate a vista: clique a tirinha e aumente...













26 janeiro 2010

Stop! Stop?





Ser, não ser ou ter?
Objetivo?
Meio embaçado, mas nunca da mente escapa.
Porém da dúvida já não sei .
Dúvida que persegue. Segue e eu sigo.
Pra que lado preciso ir? Ah...pra que lado preciso ir...




19 janeiro 2010

Carnaval away


Em meio a essa fase 'turista da minha terra', em que os visitantes pintam e bordam no meu quintal de casa - contrariando o Salvador out de Nizan, declaração motivada, quem sabe, pela falta da sua percentagem publicitária carnavalesca, e ou, estafa mental pelo fogo cruzado na política baiana, a cidade está em erupção. Em duas coisas concordo plenamente: a comercialização extremada do carnaval soteropolitano, e o desejo de muitos em estar away quando ele chegar- isso sim um presentão. Sei. Mas como é que uma baiana não gosta do Carnaval #%*?! Não é que não goste- não cuspo no prato que comi, como uns e outros aí. O fato é que o máximo de vezes que me entreguei ao profano nunca ultrapassou dois dias de folia. Exceto quando eu tinha quinze e dezesseis anos que saía em bloco ou quando meus pais me levavam. Nunca consegui ficar com os dois braços para cima pulando ao som do Axé. Estou meio contra a maré, mas prefiro cutucar a onça de vara curta. O bom da liberdade é isso, e ser livre independe de qualquer razão suficiente ( me sentir a Sr. schopenhauer agora, esquecendo sua visão fútil da mulher, claro).

Pois então, que venha o Carnaval comercializado e o tsunami de turistas porque não é todo mundo que pode abrir mão de ganhar dinheiro nessa época de tesouro por achar a cidade 'out' ou por ser muito chato trabalhar para 'coisas públicas'. O ano só começa depois do Carnaval mesmo!


recomendo... Oia o Carnaval aí gente!




15 janeiro 2010

Pagode? Não, obrigada




Se são as pessoas que fazem o ambiente, a Lavagem do Bonfim está condenada à cova. Refiro-me à lavagem festa de largo e não as novas festas que vieram com o Bonfim Light. Se perguntam se vou à Lavagem do Bonfim, digo que já moro nela e não tem como ficar de fora. Agora, esse ano ela me causou certa estranheza. Da porta de casa já notava que os bêbados vieram mais cedo, e as vítimas bem mais jovens. Crianças se insinuavam ao som das batidas com movimentos pornográficos ao lado de adultos orgulhosos e cada vez mais bêbados, e a cada hora o repertório conseguia ser mais vulgar e humilhante.
Sempre reafirmo que essa entrega ao vulgar e promíscuo jeito de ser é pura carência- seja de bons exemplos, educação doméstica ou relacionamentos saudáveis. É difícil entender o motivo de tanta explosão sexual nessas letras de pagode. Talvez na festa ninguém seja tão sistemático como eu para reparar nesses detalhes. No entanto, para minha surpresa, foi a resenha que rolou no fim da tarde com toda a família, e o incentivo deve ter sido a minha afilhada de seis anos. Ontem ouvi muito que ela a se parecia comigo, mas não pela aparência somente, e sim pela ' postura' de moça alheia a esse mundo. Agradeço à minha família por ter essa preocupação de dar bons exemplos, fomentar sentimentos bons e valores realmente importantes no crescimento de uma criança.

Sinceramente, não me importo tanto com mulheres que se julgam o centro das atenções por 'ralar o parreco no chão' e dramatizam uma tranza ao ar livre. A plateia deve agradecer, afinal o espetáculo é de graça. Mas se assim fosse o meu gosto musical, não me sentiria bem com meu filho presenciando a cena. Trazer ao mundinho delas o sexo de forma tão prematura é crime. E para essas pessoas que cultuam essa banalização fica um alerta: o número de pedófilos vem aumentando de forma assustadora por que mesmo?