....

"A vida é a arte do encontro, embora haja tanto desencontro pela vida"
( Vinícius de Morais)

17 março 2009

Que os anos digam amém...



Grande Darwin...Que barra deve ter passado ao pôr em dúvida a criação de todas as coisas. Mais do que um filósofo! Além de criar questionamentos vorazes nunca antes imaginados, perscruta e comprova a sua teoria. Sempre fui muito boa em ciências e biologia; e confesso que conhecer as ideias desse revolucionário inglês me deixou exultante. Fiquei convencida de que o meu colégio de freiras passou longe do óbvio da evolução. Ter suas ideias consideradas pilares da biologia e da genética, sinceramente, não deve nada ao acaso.


Fazendo jus ao 'blog terapia', a minha mente infanto-juvenil- de alguns aninhos atrás- por muitas vezes se debateu pensando de onde tudo brotou. No fundo, algo me inclinava para a crença do Big Bang, apesar da aula de religião insistir na Arca de Noé. Mas ainda ficava uma frustação: antes da tal explosão? O que existia?! Algum palpite? Alguém? Pois é. Nem a própia ciência se arrisca.


Ah... Mas tem que ser assim mesmo. Diante da nossa impotência perante toda a verdade, temos a opção de nos rotularmos agnósticos , rezar e pedir perdão pelos ateus, e ou, cultivar a longevidade do mundo até lograrmos uma merecida decoberta, respeitando a liberadade de expressão e sendo tolerantes. Teria alguma possibilidade de sermos passados para trás por alguma espécie mais evoluída. Alguém acredita em vida extraterrestre?